Área do cliente

Idosos: solidão e doenças crônicas

Entre os principais fatores de risco para as doenças crônicas, em geral, estão hipertensão, tabaco, glicemia elevada, sedentarismo, obesidade, colesterol alto e consumo de álcool. No entanto, diversos estudos têm mapeado uma forte associação entre a solidão e a incidência de doenças crônicas em idosos.

Como uma pesquisa promovida pela Universidade de Chicago, que apontou o isolamento como responsável pelo aumento de risco de morte em 14% das pessoas nas faixas etárias mais avançadas. Além de que o estresse provocado por essa sensação induziria respostas inflamatórias nas células. Afetando, inclusive, a produção dos leucócitos – estruturas que defendem o organismo de infecções.

Já, um outro estudo, da Universidade de Brigham Young, publicado na revista especializada Perspectives on Psycological Science, comparou estatísticas de mortalidade. O resultado constatou que a solidão é tão prejudicial à saúde quanto fumar 15 cigarros por dia ou ser alcoólico. 

Doenças crônicas e a saúde emocional

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença. Ou seja, ao pensar saúde, é necessário considerar a solidão na velhice e todas as suas consequências físicas e emocionais.

É bom definir que solidão é a sensação de estar sozinho, independentemente da quantidade de contato. Já o isolamento social, é a falta de conexões sociais. Com relação à pandemia e as medidas de prevenção, o que se aconselha é o isolamento físico, principalmente a terceira idade, mas não o social. Isso significa, que ainda é necessário prover interações não só a essa faixa etária, como a qualquer outra. Todos querem se sentir amparados e queridos.

Envelhecer costuma levar a uma redução nas redes de apoio social, seja pela morte ou doença de amigos e familiares ou por meio de mudanças importantes na vida, como a aposentadoria. A perda dessas relações pode ter um impacto devastador na capacidade dos idosos de lidar com o estresse.

Para muitas teorias de desenvolvimento, a velhice é o momento em que os adultos são especialmente vulneráveis ​​à solidão. O que, aliado a tensão de lidar com doenças crônicas, pode levá-los a mergulhar na depressão e desespero.

Estratégias para lidar com a solidão na velhice

Junto com os desafios que vêm com a idade, no entanto, existem também estratégias eficazes de enfrentamento que podem ajudar a proteger os idosos e evitar que deixem a solidão levá-los ao pior. O apoio familiar é a principal delas. Sentir-se pertencente a um grupo e amado por ele, faz toda diferença na vida do idoso.

Lidar com o estresse, também pode ser mais fácil traçando grandes ou pequenas metas. Bem como gastando tempo e energia para cumprir objetivos específicos, seja através do aprendizado de novas habilidades, atividades familiares, prática de hobbies, etc. O engajamento gera o sentimento de utilidade, que é um fator que distancia a apatia.

Também é necessário aceitar as limitações, para evitar se deparar com a frustração. Pessoas mais velhas podem ou não conseguir atingir certas metas, mas isso não as fazem menores ou incapazes. Nesse ínterim, é importante manter a mente e o corpo ativo, fazendo exercícios variados.

Laços Saúde e o enfrentamento da solidão na velhice

Embora a tendência para a solidão à medida que envelhecemos pareça forte, especialmente quando se lida também com doenças crônicas, é mais do que essencial explorarmos diferentes formas de treinamento psicológico e ajudar os idosos a administrar sua própria saúde física e emocional.

Uma forma de propagar essa mentalidade, é oferecer o atendimento domiciliar. Não qualquer atendimento, ao estilo Laços Saúde, que prioriza tratar o idoso não como um paciente incapaz, mas sim como uma pessoa ativa e necessária a sociedade.

Os planos da Laços, portanto, incluem considerar a independência dos pacientes e se atentar a seu bem-estar emocional, não apenas fisiológico. Criando as estratégias de cuidado de forma personalizada, para lidar com as possíveis doenças crônicas dentro do ambiente conhecido ao idoso: sua própria casa e comunidade.

Acesse nosso site e saiba mais!

Fonte: Solidão maltrata o corpo e a mente dos idosos.

© 2021 Laços Saúde. Todos os direitos reservados.