Área do cliente

Quais os benefícios de tratar pessoas com doenças crônicas em casa?

De acordo com a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), 57,4 milhões de brasileiros são portadores de alguma doença crônica no Brasil. Doenças crônicas são definidas como condições que duram um ano ou mais, requerem atenção médica contínua e limitam as atividades da vida diária. Essas incluem uma ampla gama de enfermidades, como artrite, asma, doenças respiratórias, diabetes e doenças cardíacas, entre outras.

Nesse sentido, os cuidados domiciliares desempenham um papel cada vez mais importante no sistema de saúde, à medida que buscam maneiras de fornecer soluções econômicas e cuidados a uma população crescente de idosos com doenças crônicas. É notório que tanto o paciente quanto o sistema de saúde são beneficiados ao se investir em uma rede de atenção à saúde das pessoas com doenças crônicas.  

Doenças crônicas: nem sempre o hospital é a melhor opção

Os sistemas de saúde não costumam ser projetados com o paciente em mente e fazem pouco para capacitá-los a assumir o controle de suas condições. Em vez disso, baseiam-se em um antigo modelo de tratamento intensivo, em que o paciente se apresenta ao médico e o médico diz ao paciente o que fazer para melhorar. É um modelo onde o papel do doente é bastante passivo.

Ele funciona bem para muitos cuidados intensivos e em algumas outras circunstâncias, mas não exatamente para doenças crônicas. Em contrapartida a esse modelo, um cuidado eficaz para essa demanda deve trazer uma equipe com o paciente no centro e este deve estar ativo e envolvido em sua condição. É por isso que os benefícios de tratar pessoas com doenças crônicas em casa são significativos. Primeiro porque a maioria deles prefere ser tratada ou se recuperar da doença no conforto de sua própria casa. Então o tratamento já começa considerando o paciente.

Além disso, trata-se de uma economia. No geral, os cuidados de saúde domiciliares reduzem o custo por cliente tratado em 44% em comparação com o tratamento hospitalar; o custo para cuidadores familiares também é reduzido em 23%. Outro benefício é a melhor qualidade de atendimento, uma vez que oferecer saúde em casa pode reduzir incidentes, como risco de queda ou má administração de medicamentos, entre outras questões de segurança.

Tal qualidade de vida, impacta diretamente na diminuição de internações em hospitais e instalações. Os pacientes que utilizam serviços de atendimento domiciliar passam, em média, 31% menos dias em hospitais de cuidados agudos e 28,43% menos dias em instalações de reabilitação. O que impacta em um controle sobre a saúde. Os doentes que usam cuidados de saúde domiciliares relatam que se sentem mais “no controle” de sua saúde e mais capazes de gerenciar suas condições por causa do atendimento clínico íntimo e individual que estão recebendo. Por fim, tratar a saúde em casa traz mais confiança nos profissionais de saúde e na própria autonomia do paciente.

Laços Saúde saúde em casa de qualidade

É nesta demanda que a Laços Saúde atua com exímia qualidade ao oferecer planos personalizados de atendimento em casa. A ideia é manter o paciente no núcleo familiar, com sua independência, ao mesmo que os tratamentos são feito sobre medida por profissionais atenciosos e preocupados com o ser humano do outro lado.

Tal consideração, quando se convive com uma doença que não tem cura, é um diferencial enorme perante a frieza de internar um doente crônico, principalmente idoso, em uma casa de repouso longe de tudo o que ele conhece e ama. 

Como as decisões do dia-a-dia dos pacientes têm um tremendo impacto em sua saúde, eles devem ser participantes ativos e informados do processo de atendimento. Por isso, a informação e o afeto da rede de atenção à saúde das pessoas com doenças crônicas oferecido pela Laços Saúde são os seus ingredientes secretos. 

Entre em contato para saber mais sobre cada um deles!

© 2021 Laços Saúde. Todos os direitos reservados.